terça-feira, setembro 19, 2006

O Dedo em Riste de Helô Helena

Enquanto dossiês urgentes turvam ainda mais o processo eleitoral brasileiro e esquentam a disputa política, Alckmin pega carona com Pedro Bial no ônibus da Caravana JN e Lula, do alto dos gráficos, se esforça para não falar besteira, o dedo de Heloísa Helena permanece em riste.
A estridente presidenciável permanece despejando sua
incontível veemência, causando temor aos microfones e ouvidos mais sensíveis. De dentro de seu inexorável uniforme candidata-de-esquerda-que-não-se-vende, Helô (para parecer mais simpática) enfrenta as críticas injustas, as perguntas dos jornalistas "que não entendem de tal assunto" e ameaça a tudo e a todos com seu dedo levantado, quase uma espada fora da bainha.
A (ex) senadora, que apesar de ter um invejável histórico de lutas em defesa do povo e da transparência na política, anda perdendo as estribeiras e espalhando cortadas incovenientes, falando pelos cotovelos e joelhos e cuspindo radicais perdigotos contra toda forma de poder instaurada.
Tudo bem, não custa ser um pouco radical e exagerado num texto que trata da figura jeans/camisa branca/cabelo preso/dedo indicador para cima
de nossa querida candidata a presidente. Se estivesse falando de Cristóvam Buarque eu seria educado, educado, educado, e só. Se o texto fosse sobre o inexpressivo Eymael, eu falaria de cadeiras, diga-se de passagem, vazias. E se fosse sobre o Bivar (qual o prenome dessa criatura?) falaria de impostos, facilidades financeiras e esse seria certamente um texto de um parágrafo, umas 4 linhas no máximo.
Podem me chamar de machista, mas o fato é que Heloísa Helena perdeu seu lado feminino, seu charme, sua simpatia. Como diria o veterano Ariano Suassuna em recente palestra na cidade do (P)Sol(?): " Olhe, eu sou de esquerda. Mas eu sinto que os erquesdistas brasileiros perderam a alegria. Aquela Heloísa Helena, por exemplo, aquela mulher é muito amarga."
É amarga mesmo. E anda perdendo a doçura que ainda a resta.
A esquerda apesar do estigma de devorar crianças, costumava ter seu charme, seu patamar de utopia, de brisa calma após a catástrofe.
Hoje, mais que nunca, temos dedos rígidos, tesos, faces de raiva, dentes cerrados e só ouvimos risinhos de ironia. Estava na hora de ser um pouquinho mais
paz e amor (- Mas não como o Lula, aquele fantoche! - já ouço o protesto), tomar um Lexotan, uma água com açúcar.
Heloísa Helena devia olhar para o seu dedo em riste, enquanto inspiração sexual (!) e tirar a mira daquele revólver da cara dos jornalistas, dos críticos, dos candidatos à presidência e dos próprios eleitores. Quem sabe assim, a campanha seria mais prazerosa, mais leve, mais "curvilínea".


Imagem: NoMínimo ..... http://www.nominimo.com.br

*P.S.: Sinto que vou apanhar das feministas! Mulheres, venham com calma. Sem panelas, por favor...


8 comentários:

Luciana disse...

Ela gosta de ser assim, deixa ela ser feliz! antes ela que a toda "emperequitada" candidada ao governo do RN =P
Vc tá precisando de mais ação nessa tua vida (ou n)... vc não pode ver um dedo ¬¬ huahuahauhauhauhahua

tane disse...

Segundo Ricardo Rosado: "Tem que ter prestígio."

=] adorei o desenho e o texto, claro.
hehe

;***

Christian disse...

"Sem panelas, por favor" foi ótimo!

Rayanne disse...

Nem sei. Escreveu muito bem (de noooovo, tá ficando chato já), mas eu nem sei.

Heloísa assusta um pouco, mas se dedica à política com paixão, ao contrário de muita gente que aposta demais na imagem só pra iludir o povo.

Não a culpo por ser amarga. Quem sabe o quão frustrante é chegar todos os dias no senado e se deparar com aquele circo armado? E bem, talvez feminilidade não seja o forte dela... Ou talvez ela seja assim porque acha que pode competir melhor dentro do universo político e machista, não sei.

Uh, machismo. :P

Detesto panelas e cozinha, mas só o fato de você ter mencionado já me faz querer tacar uma panelada na sua cabeça pra largar a mão de piadinhas infames ¬¬

Não sei, nem sei...

obs: quero saber porque samantha não põe o link do blog dela. grr

Carols disse...

errr..
deveras legal esse texto.

Estava pensando justamente nisso..ligo às 7h da manhã no Bom Dia Brasil e me deparo com GRITOS(!!): "JORNALISTA, VC QUER ENTENDER DO ASSUNTO MAIS QUE EU?"

isso não soa bem aos meus ouvidos, ainda mais de manhã.

E ela não vai nem pro segundo turno pq não tem PRESTÍGIO (vide comentário de Tane). Não sabe se portar e vai "envergonhar o povo".


Estaria eu virando sua fã? @.@
agora suma daqui :D

Lara disse...

Sabia q ia falar mal da Heloísa, pois me confessou q tem medo dela...huahuahuahua
Q machista Sr Vítor...sabe q todo dia tenho motivos para lhe dá uma cadernada, mas com esse texto vc terá cadernadas por um ano...hehehe!!!
Machistaaaaaaaaaaaaaaa:P

Barinov disse...

Uma coisa q eu sempre disse e nunca vou deixar de dizer é: "deixe a politica pros politocos, gente leiga não precisa se meter onde não é chamada". A verdade é essa. Pessoas com o minimo de experienca politica (e ainda por cima com o minimo de educação) nunca vão ser capazes de mudar o Brasil (e/ou o Mundo). Porem não são só os politicos que tem que mudar e aprender a arte da politica, os eleitores (discurso mais cliche) tambem tem que mudar. Enquanto existir gente tipo Lula, Alckmin, Heloisa e cia, o Brasil vai viver pro resto dos dias nessa coisa de "vai-só-um-pouquinho-pra-frente-de-4-em-4-anos".

Aperta RESET e achem novos politicos, chega de velharia!

tane disse...

Tufo, atualize ae :T
:*