domingo, janeiro 21, 2007

Créditos.


Ouviu uma pancada seca no cômodo ao lado. "Droga, que susto!" No televisor, a morena de olhos puxados continuava tirando a roupa. "Nossa, que gostosa!" Os seios durinhos, o piercing no umbigo, a bunda carnuda foram levados embora por outra pancada, seguida de outro susto. O pênis ainda ereto, o telespectador se impacienta com a sucessão de barulhos em potencial que vêm do quarto do seu pai. A morena de olhos azuis puxados, cheia de languidez treme os lábios enquanto o negrão tatuado chupa sua boceta na televisão.
Outro susto. O membro ainda de pé, a frustração e a curiosidade no rosto do garoto interrompido. Ouvem-se os primeiros gemidos, agudos, da boca sensual da morena. As pancadas adquirem ritmo. Impaciência dá lugar a mais sustos. O volume baixo do televisor acompanha o andamento das pancadas do cômodo ao lado. "Que merda! O que está acontecendo?!"
O negrão vê a morena subir nele e faz cara de qualquer coisa. Decidido a descobrir o que o está atrapalhando na sua pornográfica empreitada o, até então, telespectador resolve acalmar os ânimos, concentrando-se num pôster do Iron Maiden na parede do seu quarto. A morena tenta seduzí-lo com seu olhar apertado, mas não obtém sucesso.
Já reestabelecido, agradecendo à eficácia da caveira heavy metal no processo brochativo, abre a porta e olha cuidadosamente para os dois lados. Enquanto ele caminha em silêncio pelo corredor escuro, o lascivo casal da TV continua a copular intensamente, sem ninguém para observá-los entre gemidos e palavrões. Balizado por paredes e pancadas, o curioso rapaz percebe que o barulho vem do quarto do seu pai, recém-separado.
O negrão põe a parceira de quatro e começa a introduzir seu avantajado equipamento no ânus da tesuda morena. Um ouvido colado à porta e o nosso ex-telespectador percebe risinhos, também agudos, entre as pancadas abafadas. "Paaaai!!!" Mais batidas na maciça porta de madeira. Os risinhos cessam e o ritmo das pancadas diminui. "Paaaaaai!!!!"
O apertado ânus da morena recebe o veemente membro acomodando-o com certa hospitalidade. As pancadas cessam de uma vez. " Já vooou!" Os olhos azuis apertados da morena estão fechados, não se sabe se de prazer ou desconforto. Depois de algum tempo, a maçaneta gira, abrindo a porta e pondo à mostra um homem careca, barrigudo, beirando os 50, enrolado numa toalha, bastante suado, o pai. Um esbaforido "O que foi?" sai da boca do homem.
A morena solta um gemido alto acompanhado pelo ritmado movimento de vai-e-vem do casal. Em frente ao pai, meio surpreso, pergunta quem está no quarto. "Ninguém!" Da porta entreaberta, o careca impaciente trata de persuadir o incoveniente filho de que está sozinho, está tudo bem. Mais uma vez se ouve um "Quem está aí?", dessa vez mais claro e decidido. A maciça porta se abre por inteiro.
O negrão retira o pênis de dentro da boca da morena e o posiciona rente ao rosto da fogosa. Esgueirando a vista para o fundo do quarto vê, na cama, uma mulher ajeitando o baby-doll preto de seda. A mão da morena masturba o seu parceiro na televisão do quarto ao lado.
A moça de baby-doll olha para o garoto e se apresenta de longe. Um aceno tímido e um "Oi, eu sou a Cláudia, namorada do seu pai." Do lado de fora, em frente ao careca de toalha, a surpresa toma o lugar da recente preocupação. Os olhos azuis e apertados da morena Cláudia fazem o queixo do indiscreto rapaz cair.
A morena recebe no rosto o abundante e espesso líquido branco, enquanto um longo gemido sai da boca daquele que ejacula. "Fim." Na tela do televisor sobem os pouco extensos créditos da produção cinematográfica.


Imagem: Ewa Brzozowska .... http://www.oureyes.net

Sonido: Cinco Contra Um - Mustang

Meu blog anda recebendo visitas e comentários muito "calientes". Para não sair do tom, um conto não menos "caliente", dedicado para a "the most caliente of all" Luciana. Façam bom proveito, mas, por favor, não sujem o teclado, crianças!

Ah, e ser anônimo não está com nada. Mostrar a cara é a última moda, dizem por aí.

3 comentários:

Luciana "the most caliente of all" disse...

uuuuhhhhhh!!!!
O teclado está totalmente integro aqui!

Depois de um post de 12 anos, agora um de um Vitor carente e caliente...

Seria o negão o super ego de um amarelo?!? oO

=*****

Anônimo disse...

Como sempre engraçacinho ... adoro suas tiradinhas inteligentes rs.
É anonimo não está na moda, mas confessa esse joguinho ta te deixando louco né? acho q meu "lerdinho" no sentindo carinhoso da palavra, está ficando curioso quanto a minha pessoa. >.<
Uhm post caliente esse rs, pena que não surtiu efeito rs.
Vc é uma gracinha sabia ? Só me da mais vontade de te dar uns beijinhos e morder esses seus lábios.
Mas me diga se eu me identificar vc vai me deixar sussurrar em seu ouvido e beijar a sua boquinha gostosa ?
beijinhos na trave da sua boquinha rs.

Vítor Azevedo disse...

Claro que sim. Talvez nem precise se identificar. Tenho cá meus palpites. Vai ver quero ficar anônimo pra entrar no jogo, né?!

Bem, só posso dizer que vc, anônima, tá perdendo um tempo valioso. E tempo, contrariando os capitalistas de plantão, tempo é sexo! Seria legal mostrar a cara e o que mais quiser mostrar. Antes que seja tarde demais...

Um beijo onde for mais conveniente. Chute na trave só serve pra torcida lamentar. Anima mas não ganha jogo...

That's all, anonymous folks!