sexta-feira, maio 11, 2007

O Amor É Egoísta.

Triste é rimar amor e dor. Pior é guardá-los juntos no mesmo lugar, na frente do esconderijo um sorriso largo, uma alegria fugidia, uma lua minguante no rosto sincero. Triste é sentir o peso das mudanças, da desconfiança, da desesperança. Pior é ter medo. Tenho pena de quem tem medo e digo isso do alto da minha covardia. Triste é não sentir nada depois que a lágrima cai, é ficar vazio de pensamento, é só conseguir sentir frio no meio da madrugada. Desabar, pedaço por pedaço, cair, em desuso, em contradição, do décimo quinto andar. Triste é morrer quando ainda se tem muito para viver. Pior é perder o sentido das palavras. É ver o trio se tornar dupla desfalcada. É notar que os restos ainda marcam as paredes do lar, lá e cá, e estão impregnados de fluidos, rotinas, emoções, aprendizados. Triste é sentir que eu não sou do amor nem pro amor, que eu pareço nunca ter vez. É ouvir o eco da voz antes de dormir e constatar que o coração soluça, que a decisão não é madura, que o futuro, incerto, escorre pelos dedos. O pior de tudo, meus caros, é continuar rimando amor e dor nessa eterna valsa torta.

Sonido: O Amor É Um Rock - Tom Zé

5 comentários:

Vítor Azevedo disse...

Péssimo texto pra trazer o blog de volta à ativa, mas inspiração não tem hora pra chegar.

O texto pode parecer excessivamente emotivo, mas qual desabafo não traz em si uma pitada de lamento?
Eu precisava de palavras que cortassem os meus pulsos e os alheios.

Não estou bem, mas isso há de passar.

LC disse...

Os meus pulsos foram cortados. Não só os pulsos...

Maria disse...

Nesta queda, do décimo quinto andar, há de aparecer, pelo menos, uma poça de lágrimas para amotizar esse impacto e não espalhar os cacos, que reste intacto o mais importante, O AMOR. Que o amor sirva para colar o que quebrou na queda e tudo volte a ter sentido novamente.

Tane disse...

"É ver o trio se tornar dupla desfalcada."

Caralho, adorei isso!
HUAHUAHAUHAHHAHAHAHAHAU

Meu puto querido, não desanime!
:***

Rayanne disse...

Que é que tens tu?

Pense num texto emo bonito!

E acho que já te disse essa coisa do egoísmo, alguma vez... não disse?

Ê lê lê!