sexta-feira, março 06, 2009

Encontro

Eu queria ter ido. Seguir aquele garoto onde quer que fosse. Andar pelo escuro no asfalto frio. Queria segurar sua mão macia de rapaz desocupado. Ouvia o som do seu calçado ao arrastar. Ouvia o eco dos latidos furiosos. E eu queria tê-lo seguido. Eu só queria ter ido.


Vagar pela noite sob os fios retraídos. Ver os olhares das sombras e as risadas dos bêbados. Mas eu não pude...

Permaneço ali estático por horas. Ela fitava o caminho dele. O andar torto por entre seus cílios úmidos. Guarda consigo suas palavras. E eu, que queria ter ido, espero pelo fim do silêncio nela preso.


O outro segue as costumeiras vias desertas. Pára, senta, respira a vida que ainda o resta. Eu e ela, estáticos, fitávamos ainda o seu caminho. Ele olha para trás e os enxerga no portão. Ela o chama para junto de si. Eu os sigo e me encontro ali em definitivo.



Para Denise



*Esse é dos primórdios. Achei agora a pouco revirando os e-mails velhos. Passaram-se anos, acontecimentos importantes, perdas, ganhos e mudanças, muitas mudanças. Mas, mesmo assim, o texto me traz muito clara a sensação que tive no dia em que o escrevi. Talvez só tenha significado pra mim, mas achei importante publicá-lo.



2 comentários:

Denise disse...

.
E cadê aquele menino, que ainda anda com as pernas tortas, que ainda tem a mão macia, que aumentou seus horizontes geográficos e continua conhecendo um pouco mais da vida todos os dias?

O menino que apesar das muitas mudanças, ainda me surpreende, ainda se redescobre e tem coragem de mudar; ainda que com menos experiência continua a me aconselhar e dar colo?

O caminho será bem mais longo que o descrito aqui. Como está sendo. Bem mais longo que voar de avião, que sentir o vento bater no rosto andando de moto, do que horas de ônibus; mais longo do que para onde a imaginação e emoção nos leva.

E, ainda embalada pelo show de Del Rey, "nunca se esqueça nenhum segundo que eu tenho o amor maior do mundo. Como é grande o meu amor por você". Se os outros não entenderem, você entende.

Estarei sempre aqui.

.

Anônimo disse...

A cara, a cara, a cara mesmo de Caio... Vc precisa conhecer...entre no meu blog e leia o primeiro post!

;P

vc terá uma prévia da queda, quando caio...

Beijos