domingo, dezembro 31, 2006

Feliz 2007!

Em 2006 Crash ganhou o Oscar de melhor filme, Saddam foi enforcado sem medo no rosto, o Papa visitou mesquitas, os americanos finalmente se tocaram do fiasco "Guerra do Iraque", a Globo tentou fazer campanha de Alckmin, eu virei um estudante metido à besta de jornalismo, nossas maiores cidades ficaram sob o poder dos bandidos, os brasileiros atingiram a maior média de permanência na internet, o mundo esquentou mais uns dois ou três graus, Rolling Stones fez um show em Copacabana e eu não estava lá, Daft Punk não tocou na minha casa e mais uma porrada de coisas. A América Latina já não é mais a mesma (no bom e no mau sentido), Lula assume o segundo mandato amanhã, inventaram camisinha em spray, descobri um barzinho que vende cerveja geladíssima a 2,00 reais, palestinos e israelenses continuam se matando, o muro que separa os States do México mariachi continua de pé, o Brasil perdeu a copa, arranjei um "emprego".

Antes que 2006 termine enquanto eu enumero acontecimentos que tem ou não a ver com o seu dia-a-dia, desça logo a barra de rolagem e faça um pedido:



Que 2007 seja uma metradalhora aleatória de fatos, bons ou ruins, e que a vida seja mais fácil de levar com a barriga e com os braços. Agora me passa o champanhe aí que eu tô com sede!


3 comentários:

Denise disse...

.
Nunca desejei tanto um ano feliz quanto esse que se inicia.
Mas a felicidade no sentido mais amplo e com tudo que implica em ela ser a consequência.

Esse é meu desejo.

=*
.

Viajante14 disse...

Há! Plágiador :D "eu virei um estudante metido à besta de jornalismo" eu ja sou o estudante de jornalismo metido a besta :\ e é sério esse lance da camisinha em spray? Se for mesmo, vou atrás!

Louise Stella disse...

Amém!

Obs: rosk, O pevertido! huahuahua